Altar de Sacrifício
Débora Valente e Naiara Lira

 

 

Transgredido foi o amor pelo ciúme

Agredido o peito eleito altar,

Sacrifício

Morte difícil, cheia de dor

A canção que aos nossos pés embalava se calou!

Findou-se a promessa posso crer nesse fim,

O que outrora vira cor,

Preto e branco se fez!

 

Hoje no leito do sons

Habita o silêncio,

Habita o rancor!

A cor já perdeu,

Habita o vazio só...

 

Transgredido foi o amor pelo ciúme

Agredido foi o amor...

Transgredido foi,

Agredido foi

Transgredido, agredido foi o amor!

Copyright © 2013 Naiara Lira   |  Por Tályta Almeida

  • Wix Facebook page
  • SoundCloud App Icon
  • YouTube Classic

Webmaster Login